SECOMU - 54º Seminário de Computação na Universidade

Programação

Segunda-Feira (22/07)
Local: Piso Superior - Sala Ipê Amarelo

14:00 - 16:00
Painel 1: Políticas para a formação de profissionais e pesquisadores em Computação no Brasil

Moderadora: Claudia Motta (UFRJ / SBC)

Participantes:
  • Alirio Santos de Sá (UFBA / SBC)
  • Avelino Francisco Zorzo (PUCRS / CAPES)
  • Leila Ribeiro (UFRGS / SBC)
  • Rubem Saldanha (AWS)
  • Erika Mayumi Kasai Yamada (MEC)

Saiba mais: O painel traz à luz um debate crucial em um mundo cada vez mais dominado pela tecnologia. Em um cenário marcado pelo “Deserto Digital: O Mundo Desconectado e Não Visto”, exploraremos estratégias para nutrir e desenvolver talentos na área da computação, com desafios únicos enfrentados pelo Brasil. Discutiremos não apenas a importância de políticas educacionais robustas, mas também como podemos moldar o futuro da computação no país, capacitando uma nova geração de profissionais e pesquisadores que impulsionarão a inovação e a competitividade nacional.

Como podemos aproveitar as oportunidades oferecidas pelo mundo digital enquanto superamos as disparidades de acesso e capacitação?
Quais são as prioridades imediatas e de longo prazo para a formação em computação no Brasil?
Como podemos garantir que nossa abordagem seja inclusiva e equitativa, capacitando talentos em todas as regiões do país?

Essas são algumas das questões que exploraremos neste painel. Convidamos os participantes a se envolverem em uma discussão essencial sobre o futuro da computação no Brasil.

 

Moderadora:

Claudia Motta

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) / Diretora de Educação da SBC

Short Bio: Graduada em Informática (IM/UFRJ, 1984), com mestrado em Inteligência Artificial (1989) e doutorado em Engenharia de Software, ambos pela COPPE/SISTEMAS da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999). No período de 2009 a 2011, desempenhou a função de Coordenadora do Núcleo de Computação Eletrônica e, de 2011 a 2015, foi Diretora do Instituto Tércio Pacitti de Aplicações e Pesquisas na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Entre 2013 e 2019, atuou como Diretora de Planejamento e Projetos Estratégicos na Sociedade Brasileira de Computação (SBC), período em que contribuiu para a criação da CHANCELA DA SBC, do SELO DE INOVAÇÃO e do PRÊMIO TÉRCIO PACITTI. Este último é uma homenagem a indivíduos da comunidade acadêmica nacional que se destacaram pela inovação na área de Educação em Computação. Atualmente, integra o Corpo Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Informática (PPGI/UFRJ), com atuação na área de Ciência da Computação, enfocando Informática, Educação e Sociedade, além de Sistemas Complexos Adaptativos. Em 2020, participou da Comissão Especial de Informática na Educação (CEIE) da SBC e foi vice-coordenadora da Comissão Especial de Sistemas Colaborativos (2022). É Diretora de Educação na atual diretoria da Sociedade Brasileira de Computação (2023-2025). É co-fundadora do SuPyGirls, projeto voltado para o empoderamento feminino por meio das tecnologias. Também ocupa a posição de vice-líder no Grupo de Pesquisas Ábaco, da Universidade de Brasília. Tem uma participação expressiva em atividades de educação e divulgação científica, destacando-se projetos de pesquisa, artigos e atividades de extensão.

 

Participantes:

Alirio Santos de Sá

Universidade Federal da Bahia (UFBA) / Diretor de Comunicação da SBC

Short Bio: Doutor em Ciência da Computação (UFBA, 2011), Mestre em Mecatrônica (UFBA, 2006), Bacharel em Ciência da Computação (FRB - Faculdade Ruy Barbosa, 2002) e Técnico em Eletrônica (IFBA - Instituto Federal da Bahia, 1997). Professor do Departamento de Computação Interdisciplinar (DCI) da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Mecatrônica da UFBA (PPGM/UFBA, desde 2013), ocupando a Coordenação do PPGM/UFBA (2022-2024) e sua Vice-coordenação (2020-2022 e 2024-2026). Pesquisador do Laboratório de Sistemas Distribuídos (LaSiD/UFBA), onde desde 2003 atua com sistemas distribuídos confiáveis, sistemas de tempo real, redes de computadores, entre outros. Membro desde 2004 da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), ocupando a Diretoria de Comunicação (2021-2023 e 2023-2025). Atua na área de TIC desde 1997, sendo Diretor de Infraestrutura de TIC (2014-2017) da Pró-reitoria de TIC (PROTIC) da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), além de ter atuado no mercado como Gerente de Sistemas, Coordenador Técnico de Inovação Tecnológica, Analista de Sistemas, entre outros.

Avelino Francisco Zorzo

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) / Coordenador da área de Computação na CAPES/MEC

Short Bio: Doutor em Ciência da Computação (UFBA, 2011), Mestre em Mecatrônica (UFBA, 2006), Bacharel em Ciência da Computação (FRB - Faculdade Ruy Barbosa, 2002) e Técnico em Eletrônica (IFBA - Instituto Federal da Bahia, 1997). Professor do Departamento de Computação Interdisciplinar (DCI) da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Mecatrônica da UFBA (PPGM/UFBA, desde 2013), ocupando a Coordenação do PPGM/UFBA (2022-2024) e sua Vice-coordenação (2020-2022 e 2024-2026). Pesquisador do Laboratório de Sistemas Distribuídos (LaSiD/UFBA), onde desde 2003 atua com sistemas distribuídos confiáveis, sistemas de tempo real, redes de computadores, entre outros. Membro desde 2004 da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), ocupando a Diretoria de Comunicação (2021-2023 e 2023-2025). Atua na área de TIC desde 1997, sendo Diretor de Infraestrutura de TIC (2014-2017) da Pró-reitoria de TIC (PROTIC) da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), além de ter atuado no mercado como Gerente de Sistemas, Coordenador Técnico de Inovação Tecnológica, Analista de Sistemas, entre outros.

Leila Ribeiro

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) / Diretora de Ensino de Computação na Educação Básica da SBC

Leila Ribeiro é professora titular do Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Possui graduação em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1988), mestrado em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1991) e doutorado em Informática pela Universidade Técnica de Berlim/Alemanha (1996) com tese na área de modelos semânticos para Computação. Fez estágio de pós-doutorado na Universidade de York, Inglaterra (2008/2009). Sua pesquisa tem foco nos Fundamentos da Computação, e atua principalmente nas seguintes áreas da Computação: engenharia de software (em especial especificação e verificação formal), bioinformática, modelos de computação e ensino de Computação (com ênfase em pensamento computacional). Em 1999, recebeu o Prêmio Santista Juventude na área de Computação. Já coordenou diversos projetos nacionais e internacionais, bem como publicou mais de 100 artigos em revistas e eventos científicos. É reconhecida internacionalmente em sua área, tendo sido coordenadora dos comitês de programa dos mais importantes simpósios nacionais de sua área, bem como de eventos internacionais. É a representante brasileira no IFIP Technical Committee 1 (Foundations of Computer Science) e membro efetivo da Sociedade Brasileira de Computação (SBC). Atualmente é Diretora de Ensino de Computação na Educação Básica da SBC (Sociedade Brasileira de Computação).

Rubem Saldanha

Gerente de Desenvolvimento de Negócios para Setor Público na Amazon Web Services (AWS)

Trabalha para desenvolver as melhores maneiras de fazer estudantes, professores e o setor público (especialmente educação) a atingir seu potencial máximo, utilizando computação em nuvem.

Erika Mayumi Kasai Yamada

Coordenadora-Geral de Políticas de Educação Superior CGPOL/SESu, Representante do Ministério de Educação (MEC)

Mestre em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (2021), atuando principalmente nos seguintes temas: políticas públicas, burocracia, implementação de políticas públicas, instrumentos de políticas públicas, uso de tecnologias da informação e comunicação no Estado, sistemas de informação. Atualmente é Coordenadora-Geral de Políticas de Educação Superior CGPOL/SESu no Ministério de Educação.

Terça-Feira (23/07)
Local: Piso Superior - Sala Ipê Amarelo

14:00 - 16:00
Painel 2: Políticas de Cibersegurança na era da Inteligência Artificial

Moderadora: Michele Silva Wangham (UNIVALI / SBC)

Participantes:
  • Luca Belli (CNCiber / FGV)
  • André de Carvalho (USP)
  • Tanara Lauschner (MCTI / UFAM)
  • Marcelo Antônio Osller Malagutti (GSI / CNCiber)
  • Luiz da Silva (CCI / Virginia Tech)

Saiba Mais: Em tempos de Transformação Digital, Inteligência Artificial e uso intenso do espaço cibernético o painel discute os desafios e políticas relacionados à segurança da informação incluindo a segurança cibernética, a defesa cibernética, a segurança física e a proteção de dados e os princípios da confidencialidade, integridade, disponibilidade e autenticidade. Considerando o tema geral do Congresso, “Deserto Digital: O Mundo Desconectado e Não Visto” em um contexto global cada vez mais digitalizado, é essencial explorarmos estratégias que impulsionem uma inclusão responsável e segura da população no mundo digital. Este painel oferece uma oportunidade para discutirmos não apenas políticas governamentais, mas também iniciativas do setor privado e acadêmico que possam promover a cibersegurança.

Em tempos de IA, como podemos neutralizar as crescentes ameaças cibernéticas que surgem num mundo cada vez mais digital?

Quais são os principais obstáculos à segurança no espaço cibernético relacionados à proteção de dados do indivíduo e das organizações?

Como podemos criar políticas e programas que incentivem a colaboração entre universidades, empresas e governo para impulsionar a inovação tecnológica em IA e Cibersegurança?

Essas são algumas das questões que serão abordadas neste painel. Convidamos os participantes a contribuírem com ideias e perspectivas para moldar o futuro da cibersegurança no Brasil.

 

Moderadora:

Michelle Silva Wangham

Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI) / Diretora Inovação da Sociedade Brasileira de Computação (SBC)

Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Pará (1998), mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000), doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004). Em 2015/2016, foi pesquisadora visitante na University of Ottawa no Canadá. Atualmente, é assessora de PDI da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e professora pesquisadora da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), no Programa de Mestrado em Computação Aplicada e nos cursos de Ciência da Computação e Engenharia da Computação. Participa como pesquisadora do Grupo de Sistemas Embarcados e Distribuídos (LEDS) da UNIVALI e do PARADISE Research Laboratory, na University of Ottawa, Canadá. De 2019 a 2023 foi Vice-presidente do Conselho de Administração da CELESC (Conselheira independente). Foi Diretora de Articulação com Empresas (2021-2023) e atualmente é Diretora de Inovação da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) . Desde 2013 é coordenadora do projeto GIdLab, um Serviço para Experimentação em Gestão de Identidades, financiado pela RNP. É membro do conselho de administração da BRAFIP (titular) e da SOFTEX (suplente). Atua nas áreas de pesquisa de Cibersegurança, Gestão de Identidades e em Redes Veiculares.

 

Participantes:

Luca Belli

Comitê Nacional de Cibersegurança (CNCiber) / Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Possui doutorado em Direito Público com especialização em governança e regulação da Internet - Université Paris Panthéon-Assas (2014). Atualmente é Professor em tempo integral da Fundação Getúlio Vargas, onde coordena o Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV e o projeto CyberBRICS. Tem experiência na área de Direito e tecnologia, atuando principalmente nos seguintes temas: governança e regulação da internet, governança e regulação da inteligência artificial, cibersegurança, proteção de dados pessoais e privacidade, acesso à internet. Luca é também membro do Comitê Nacional de Cibersegurança da Presidência da República, editor do International Data Privacy Law Journal da Oxford University Press, membro do Comitê científico da conferência Computers, Privacy and Data Protection (CPDP) e diretor da edição latino-americana da CPDP, a CPDP LatAm, e pesquisador associado no Centro de Direito Público Comparado da Universidade Paris 2. Antes de se juntar ao CTS-FGV, Luca trabalhou como agente na Unidade sobre Governança da Internet do Conselho da Europa. Luca é autor de mais de 50 publicações científicas que foram citadas, entre outros, pelo Relator Especial da OEA para a Liberdade de Expressão no Relatório sobre Liberdade de Expressão e Internet (2013); pelo Conselho da Europa, para elaborar a Recomendação do Comitê de Ministros sobre a Neutralidade da Rede (2016) e as Boas Práticas sobre Regulação da Moderação de Conteúdo (2021); pelo regulador francês das telecomunicações (ARCEP) em dois relatórios "The State of the Internet" (2018; 2021); pela ANATEL no processo de definição das redes comunitárias (ANATEL, 2020); e publicadas ou citadas por jornais como The Economist, Financial Times, Forbes, Le Monde, BBC, China Today, The Beijing Review, The Hill, O Globo, Folha de São Paulo, Estadão, El Pais, e La Stampa. Luca é também membro do Board da Global Digital Inclusion Partnership e membro do Steering Committe do Forum for Information and Democracy.

André de Carvalho

Ex-Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) / Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo (USP)

Professor Titular desde 2006 e atual Diretor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da USP (ICMC-USP). Vice-Diretor do Centro de Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina (CIAAM) da USP. Membro da Comissão de Orçamento e Patrimônio da USP (2024-2026) e bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A do CNPq. Coordenador da rede IARA e do WG12.2 da IFIP, além de membro do Steering Committee do projeto AI4GH, IDRC, Canadá. Foi Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e membro do Comitê de Assessoramento de Ciência da Computação do CNPq. Também foi membro do conselho da International Association for Statistical Computing (IASC) e do International Institute of Statistics (ISI). Foi Professor Associado na University of Guelph, Canadá, e Professor Visitante na University of Kent e no Alan Turing Institute, Reino Unido. Avalia projetos para diversas agências nacionais e internacionais de fomento à pesquisa. Atualmente, é Diretor do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria da USP, Vice-Coordenador do MBA em Ciência de Dados do ICMC-USP e membro de diversos conselhos e comitês nacionais e internacionais relacionados à inteligência artificial e ciência de dados.

Tanara Lauschner

Secretaria-Executiva Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) / Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Doutora em Informática, professora e pesquisadora do Instituto de Computação da Universidade Federal do Amazonas há mais de 20 anos com experiência em gestão administrativa de projetos, atuando principalmente nos seguintes temas: privacidade e proteção de dados pessoais, regulação de inteligência artificial, governança da Internet, ética em computação, informática na educação e mulheres na computação. Previamente trabalhou em empresas do Pólo Industrial de Manaus e institutos de pesquisa privados. Atualmente é Subsecretária de Ciência e Tecnologia para a Amazônia do MCTI.

Marcelo Antônio Osller Malagutti

Assessor Especial do Ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) / Secretário-Executivo do Comitê Nacional de Cibersegurança (CNCiber)

Doutor em Ciências Militares pelo Instituto Meira Mattos da Escola de Comando e Estado Maior do Exército Brasileiro, tendo sido Pesquisador Visitante Doutorando do Departamento de Estudos de Guerra do Kings College London. Mestre em Estudos de Guerra pelo Kings College London. Diplomado pela Escola Superior de Guerra (ESG), tendo cursado o Curso de Altos Estudos em Política e Estratégia. MBA em Estratégia Empresarial da Fundação Getúlio Vargas. Graduado em Ciência da Computação pela Universidade de Brasília (1988) e em Processamento de Dados pela Universidade de Brasília (1984). Experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Engenharia de Software, atuando principalmente nos seguintes temas: automação bancária, canais de atendimento bancário, processamento de transações financeiras em tempo real, desenvolvimento de software, gestão de projetos de software. Fundador e acionista da empresa Fóton Informática S.A., especializada em automação bancária e multicanal. Tem interesse especial por cibersegurança e ciberdefesa, estratégia, defesa e segurança nacionais, e políticas públicas. Diretor-Presidente do Instituto Vegetius. Agraciado com a Medalha do Pacificador, a Medalha Exército Brasileiro e a Medalha Amigo da Marinha.

Luiz da Silva

Luiz da Silva Diretor Executivo da Iniciativa Cibernética da Commonwealth (CCI) / Virginia Tech

É atualmente o Diretor Executivo da Commonwealth Cyber Initiative (CCI) e o Professor Bradley de Cibersegurança no Departamento Bradley de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores da Virginia Tech. Anteriormente, foi Professor de Telecomunicações no Trinity College Dublin. Até março de 2020, foi Diretor do CONNECT, o centro de investigação em telecomunicações financiado pela Science Foundation Ireland. Sua pesquisa concentra-se na gestão distribuída e adaptativa de recursos em redes sem fios e, em particular, em redes de rádio cognitivas e na aplicação da teoria dos jogos às redes sem fios. É um Distinguished Lecturer da IEEE Communications Society (2015-2018). É também Fellow do Trinity College Dublin e Fellow do IEEE, por suas contribuições para as redes cognitivas e para a gestão de recursos em redes sem fios.

Quinta-Feira (25/07)
Local: Piso Superior - Sala Ipê Amarelo

14:00 - 16:00
Painel 3: Políticas para o desenvolvimento tecnológico em Computação no Brasil

Moderador: Lisandro Zambenedetti Granville (UFRGS)

Participantes:
  • Raimundo Macêdo (UFBA)
  • Flávio Rech Wagner (UFRGS)
  • Roberto Carlos Mayer (Assespro)
  • Renata de Castro Vianna (FAPDF)

Saiba mais: O painel surge como uma resposta ao tema central do congresso, “Deserto Digital: O Mundo Desconectado e Não Visto”. Neste contexto, exploraremos estratégias e diretrizes políticas que visam impulsionar o avanço tecnológico no campo da computação em nosso país. Desde investimentos em pesquisa e desenvolvimento até políticas de incentivo à inovação e à adoção de tecnologias emergentes, este painel oferece uma plataforma para discutirmos como superar os desafios do ‘Deserto Digital’ e posicionar o Brasil como um centro de excelência em tecnologia da informação.

Como podemos alinhar as políticas de desenvolvimento tecnológico com as necessidades e demandas da sociedade brasileira?
Quais são os principais obstáculos que enfrentamos para impulsionar a pesquisa e inovação em computação no país?
Como podemos garantir que as políticas adotadas promovam a inclusão digital e reduzam as disparidades tecnológicas em nossa sociedade?

Convidamos os participantes a responderem essas questões e a contribuírem com ideias e perspectivas para moldar o futuro do desenvolvimento tecnológico no Brasil.

 

Moderador:

Lisandro Zambenedetti Granville

Ex-presidente da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) / Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Conselheiro (2019-2023) e ex-presidente (2015-2019) da Sociedade Brasileira de Computação (SBC). Lisandro Zambenedetti Granville possui graduação, mestrado e doutorado em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), obtidos em 1995, 1997 e 2001, respectivamente. É professor Titular do Instituto de Informática da (UFRGS). Possui experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Redes de Computadores e Internet.

 

Participantes:

Raimundo Macêdo

Ex-presidente da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) / Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Professor Titular da UFBA, com experiência em Ciência da Computação e Mecatrônica. Coordenador do Laboratório de Sistemas Distribuídos (LaSiD), presidente da Força Tarefa sobre Mudanças Climáticas e Tecnologias Digitais da Federação Internacional para o Processamento da Informação (IFIP) e membro do comitê consultivo do Simpósio Internacional sobre Sistemas Distribuídos Confiáveis da IEEE. Foi presidente da SBC e conselheiro da IFIP. Possui doutorado pela University of Newcastle Upon Tyne, na Inglaterra, e experiência em pesquisa e coordenação de projetos em sistemas distribuídos, confiabilidade e sistemas físico-digitais, tendo liderado a criação e coordenado programas de pós-graduação e laboratórios. Também atuou como Pró-Reitor de TIC na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) durante o período de implantação da universidade, liderando a implementação da infraestrutura digital e do componente curricular de formação geral “Introdução ao Pensamento Computacional”.

Flávio Rech Wagner

Ex-Presidente e Sócio fundador da Sociedade Brasileira de Computação (SBC) / Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Professor Emérito do Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde se aposentou como Professor Titular em 2017. Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1975), mestrado em Ciência da Computação pela mesma universidade (1977) e doutorado em Informática pela Universidade de Kaiserslautern, Alemanha (1983). É presidente do capítulo brasileiro da Internet Society. Foi Diretor do Zenit - Parque Científico e Tecnológico da UFRGS, entre 2011 e 2016. Foi agraciado com a Comenda da Ordem Nacional do Mérito Científico. É sócio fundador da Sociedade Brasileira de Computação, da qual foi Presidente em dois mandatos, e ocupou diversas outras funções em sua Diretoria. Foi membro do Comitê da Área de Computação na CAPES e, por dois mandatos, do Comitê Assessor de Ciência da Computação no CNPq. Foi conselheiro titular do Comitê Gestor da Internet - CGI.br entre 2008 e 2017. Foi coordenador do Grupo de Trabalho 10.5 da IFIP - International Federation for Information Processing, entre 2001 e 2007. Desenvolveu pesquisa na área de Engenharia da Computação por mais de quatro décadas, atuando principalmente no projeto de hardware e software de sistemas eletrônicos embarcados. Está atualmente envolvido com os aspectos técnico-políticos da governança da Internet.

Roberto Carlos Mayer

Vice-Presidente de Governança e Planejamento da ASSESPRO

Vice-Presidente da Federação Assespro desde 2022. Fundador e CEO da empresa MBI, desde 1990. Representante do Brasil na ALETI (Federação Ibero-Americana das Entidades Empresariais de TI) desde 2008. Diretor-Presidente da Brafip desde 2015. 44 anos de experiência internacional em informática. Voluntário em várias atividades sociais. Autor de diversos livros e palestrante com larga experiência internacional. Foi presidente da ALETI de 2011 a 2015, vice-Presidente de 2015 a 2019. Foi membro do board da WITSA (Federação Mundial de Entidades de TI) de 2012 a 2014. Foi vice-Presidente da Assespro Nacional de 2011 a 2014, e presidente da Assespro São Paulo de 2006 a 2010. Professor do MBA da FIA USP (2004-2005). Colunista da revista InformationWeek e portal ITForum 365 de 1999 a 2023. Professor do Departamento de Ciência da Computação do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (1989-1998). Graduado em Matemática (1987) e Mestre em Ciência da Computação (1992), ambos no Instituto de Matemática da USP.

Renata de Castro Vianna

Superintendente da Superintendência Científica, Tecnológica e de Inovação da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF)

Renata de Castro Vianna graduada em Direito, com Pós Graduação em Processo Civil, pelo Centro Universitário do Distrito Federal - UDF; Mestranda em Inteligência Cibernética e Legislação em Tecnologia pela Universidade de Brasília -UNB. Atualmente Superintendente da Superintendência Científica, Tecnológica e de Inovação da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - FAPDF desde agosto de 2020. Possui vasta experiência na promoção de inovação e tecnologia, destacando-se como Superintendente Científica, Tecnológica e de Inovação na FAPDF. Seu trabalho foca em impulsionar a pesquisa e desenvolvimento, fortalecendo a posição da instituição como um polo de excelência.

 

Sobre o Evento

O SECOMU – Seminário de Computação na Universidade – é realizado desde 1971 e é um dos eventos mais antigos da área de Computação no país. Teve papel importante na criação da SBC e a partir de 1980 passou a fazer parte da programação do Congresso da SBC – CSBC.

A 54ª edição do SECOMU fará parte da programação do CSBC 2024, reunindo a comunidade de Computação do Brasil para discutir temas importantes da área, considerando não apenas questões técnicas, mas sobretudo questões políticas que influenciam o desenvolvimento da área, bem como o impacto que a Computação tem na sociedade em que vivemos.

O SECOMU é estruturado em torno de painéis que tratam de temáticas do quadro político-científico-educacional no Brasil. Os participantes desses painéis são personalidades políticas, acadêmicas, representantes de agências de fomento, membros da indústria e da sociedade em geral. Ao longo dos anos, os painéis do SECOMU ajudaram a comunidade a construir suas posições políticas em temas de grande relevância na área de Computação, como a política industrial brasileira, a qualidade do ensino superior, entre outros, contribuindo com soluções e estratégias para o desenvolvimento tecnológico brasileiro.

Como tem acontecido nas últimas edições, a programação do SECOMU será constituída por três painéis e uma sessão especial dedicada à assembleia geral da SBC.

Este ano os painéis discutirão políticas para a formação de profissionais e pesquisadores em computação no Brasil, políticas para o desenvolvimento de inovação e empreendedorismo no Brasil e políticas para o desenvolvimento tecnológico em Computação no Brasil. Sempre tendo como referência o tema do congresso: “Deserto Digital: o mundo desconectado e não visto”.

A programação ainda está sendo planejada e maiores detalhes serão divulgados neste espaço, oportunamente.

 

Coordenação Geral

Marcelo Duduchi Feitosa (CEETEPS) – mduduchi@fatecsp.br

É professor do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS) no Departamento de Tecnologia da Informação da Faculdade de Tecnologia de São Paulo (FATEC-SP). Mestre e doutor pela Universidade de São Paulo (2004) é pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Gestão e Tecnologia em Sistemas Produtivos do CEETEPS, onde desenvolve pesquisas na área de Sistemas de Informação e Tecnologias Digitais com foco em Sistemas Colaborativos e Interação Humano-Computador. Atua há mais de 30 anos na docência e gestão no ensino superior em computação e pós-graduação em instituições públicas e privadas. Nos últimos dez anos foi Membro da Comissão Assessora de área de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do ENADE no INEP e é sócio da SBC desde 1999 onde atuou em diversos grupos de trabalho e foi Membro da Comissão de Educação e Diretor de Secretarias Regionais por diversas gestões.

 

Coordenação Local

Daniel de Paula Porto (UnB) – daniel.porto@unb.br

É professor da Universidade de Brasília (UnB) no Departamento de Ciência da Computação. Mestre e doutor em Ciência da Computação pela Universidade Federal de São Carlos (2021) atua na UnB como professor dos Cursos de Graduação em Ciência da Computação e Engenharia de Computação. Tem mais de 10 anos de experiência profissional na área de desenvolvimento de software, tendo atuado como desenvolvedor, arquiteto de software, gerente de projetos e consultor. Atualmente realiza pesquisa nos seguintes temas: qualidade de software, inspeção de código, inspeção de software, confiabilidade de software, estudos secundários e gamificação. É membro da Sociedade Brasileira de Computação.